UFBA recebe o I Circuito Periférico de Capoeira Angola

Atividades gratuitas acontecem na Escola de Dança e na Praça das Artes, no campus de Ondina

Nos dias 10 e 12 de Março, a Universidade Federal da Bahia (UFBA) abre as portas para o I Circuito Periférico de Capoeira Angola. As atividades integram o calendário do projeto itinerante, que se estende até o dia 29 de março em 14 bairros da capital baiana. A iniciativa é organizada pela Associação Brasileira de Capoeira Angola (ABCP)  em parceria com o Coletivo de Entidades Negras (CEN) e produção do Coletivo Ginga de Angola, grupo que atua há 7 anos na UFBA. O acesso às oficinas e rodas de conversa é livre e gratuito.

O circuito já percorreu as comunidades de Canabrava, Baixa do Bonfim, Caminho de Areia e Castelo Branco. Além disso, tem apoio do Governo da Bahia através da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE ), da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB) e da Pró-Reitoria de Extensão da UFBA (PROEXT), por meio do programa AÚ: A UFBA e os mestres e mestras da capoeira e da cultura popular.

No dia 10 de março, a Escola de Dança da UFBA recebe as oficina de percussão afro-brasileira com o contramestre Dainho Xequerê e de Capoeira Angola com Mestra Dandara. Além disso, sedia a roda de conversa “Gênero e ancestralidade – caminhos para o bem viver” com  Mestra Lene, Mestra Dandara, Mestra Dandara Baldez, Tâmara Azevedo, Gaby Maffei. 

Já no dia 12 de março, a Praça das Artes, no campus de Ondina, será palco da roda de conversa “Capoeira e cultura afro-indígena na luta social – gingas de resistência” com Mestre Dnei, Mestre Duda, CM Princesa, João Batista Quilombola, Taquari Pataxó e Marcos Rezende. Em seguida, há oficina de Capoeira Angola com Mestre Angola e Mestre Massapê e uma roda de capoeira para finalizar a passagem do Circuito pela UFBA.

Confira a programação do I Circuito Periférico de Capoeira Angola:

Quando: 10/03
Onde: Escola de Dança da UFBA (campus Ondina)
15h – Oficina de percussão afro-brasileira com o contramestre Dainho Xequerê
16h – Roda de conversa: “Gênero e ancestralidade – caminhos para o bem viver”
Mestra Lene, Mestra Dandara, Mestra Dandara Baldez, Tâmara Azevedo, Gaby Maffei. Mediação: Raysa
17h – Oficina de capoeira angola com Mestra Dandara 

Quando: 12/03 
Onde: Biblioteca Reitor Macedo Costa/ Praça das Artes (campus Ondina)
15h – Roda de conversa: “Capoeira e cultura afro-indígena na luta social – gingas de resistência”
Mestre Dnei, Mestre Duda, CM Princesa, João Batista Quilombola, Taquari Pataxó, Marcos Rezende. Mediação: Contramestre Sem Terra
16h – Oficina de capoeira angola com Mestre Angola e Mestre Massapê
17h -Roda de capoeira angola

Mais informações: ABCA – Associação Brasileira de Capoeira Angola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *